tweengo

"meu grito silencioso"

Enchente no Nordeste: Alagoas e Pernambuco. Um descaso

with 7 comments

Mais uma vez somos “insensíveis” a qualquer desgraça que aconteça no Nordeste, Norte, que “é tudo a mesma coisa”.
Sim, aqui no Sudeste (escrevo de São Paulo) há uma arrogância e preconceito tão grande que o mundo pode estar acabando no Nordeste que os paulistanos, cariocas, por exemplo, nem dão muita bola pelo que está acontecendo lá em cima.
Para começar os paulistas chamam qualquer nordestino e nortista de baianos. E no RJ chamam de paraíbas.

Bom, o mundo está literalmente acabando em algumas cidades de Alagoas e Pernambuco, mas nenhum site de notícias, canal de TV, jornal, dá destaque para as enchentes do Nordeste. Fala-se muito no número de mortos de 20, 30 pessoas. Mas é pouco né? Mas ninguém fala que há mais de 1000 desaparecidos, pelo menos. É uma mega tragédia. 1000 desaparecidos é um holocausto.
E quando abro sites de notícias, telejornais procurando saber mais sobre as enchentes não acho nada. A capa da Veja fala do Cala Boca Galvão, muito inútil por sinal, a página do R7, G1, por exemplo, trazem mais assuntos sobre a copa, Rodrigo Faro, Caso Mércia. E quando sai alguma coisa sobre as enchentes dão destaque ao número de mortos, que é pouco e não dá a dimensão total da tragédia.

Durante as enchentes que houve no RJ há algumas semanas houve uma mega mobilização das mídias, no dia seguinte no Estádio do Morumbi já havia um ponto para doações às vítimas das cheias do RJ, plantões ao vivo em todos os canais, etc. Todos os meios de comunicação elogiando os brasileiros pela sua solidariedade e prestatividade em ajudar ao próximo. Mas…desde que este próximo não seja nordestino, pobre, negro, mulato, baiano, paraíba…

“Somos hipócritas. Queremos salvar o nosso rabo e foda-se o seu.”

Voltando um pouco para o final de 2008 quando houve enchentes em Santa Catarina nas cidades de Ilhota, Brusque, Joinville, etc. Lá vimos os pobres que “não tem cara de pobre” (leia-se brancos) sofrendo com a perda de suas casas, escolas, pertences. Houve uma mobilização muito rápida. Vários artistas abraçaram a causa e foram lá ajudar os necessitados brancos, de olhos claros, das cidades de onde surgem as Giselles, apresentadoras de TV, e onde passamos nossas férias.

Nem vou entrar em detalhes sobre a mega mobilização que houve no Brasil para salvar alguns riquinhos que foram soterrados num hotel de luxo em Angra dos Reis.

O que eu quero dizer é que nem de longe teremos a mesma mobilização nacional nessa tragédia no Nordeste porque realmente não teremos. Infelizmente, o Brasil que tem o poder de opinião, tem preconceito do Nordeste. Isso não vem de agora, vem de muito tempo. Oxalá tivéssemos uma Veja no Nordeste, uma Globo, uma Record, uma empresa de comunicação no Nordeste com expressão e formação de opinião Nacional. Mas não.
O resto do Brasil quando vai ao Nordeste só vai em pontos turísticos e não conhece mais nada. Vai numa praia num resort que o nordestino nunca vai. Come num hotel de cozinha internacional e acha que comeu comida nordestina porque tinha um pouco de óleo de dendê e bebeu suco de graviola. Vai passear de jipe nas dunas, vai fazer skibunda nas areias, rouba algumas conchas da praias. Ir para o sertão, interior nordestino, nem pensar!!! Andar em lugares não turísticos, nem pensar!! E depois que fotos essas pessoas vão colocar para “enfeitar” o Facebook e Orkut? A grande preocupação dessas pessoas nessas alturas é o quanto essas chuvas vão atrapalhar os planos de viagem que estavam planejando.

Está mais fácil essa tragédia ganhar repercussão internacional do que nacional. É mais fácil ver outros times de futebol fazendo 1 minuto de silêncio para o Brasil do que o próprio Brasil por ele mesmo.

Cala a boca Brasil!

::

DOAÇÕES (fonte: site G1)

Alagoas:

O Corpo de Bombeiros oferece duas contas para doações em dinheiro: Banco do Brasil, agência 3557-2, conta corrente 5241-8, e na Caixa Econômica Federal, agência 2735, operação 006, conta 955/5.

Maceió:
– 1º Grupamento de Bombeiros Militar (1º GBM) – Rodovia 316, Km 14, Tabuleiro dos Martins.
– Grupamento de Socorros de Emergência (GSE) – Conjunto Senador Rui Palmeira, S/N.
– Subgrupamento Independente Ambiental (SGIA) – Av. Dr. Antônio Gouveia, S/A, Pajuçara.
– Quartel do Comando Geral (QCG) – Av. Siqueira Campos, S/N, Trapiche da Barra.
– Defesa Civil Estadual (Cedec) – Rua Lanevere Machado n.º 80, Trapiche da Barra.
– Grupamento de Salvamento Aquático (GSA) – Av. Assis Chateaubriand, S/N, Pontal.
– Igreja de São Gonçalo, no Farol
– Instituto da Visão, na Avenida Santa Rita, no Farol
– Shopping Maceió

Interior:
– 2º Grupamento de Bombeiros Militar – Maragogi, (82) 3296-2026 / 3296-2270.
– 6º Grupamento de Bombeiros Militar – Penedo, (82) 3551-7622 / (82) 3551-5358.
– 7º Grupamento de Bombeiros Militar – Arapiraca e Palmeira dos Índios, (82) 3522-2377, (82) 3421-2695
– 9° Grupamento de Bombeiros Militar – Santana do Ipanema e Delmiro Gouveia, (82) 3621-1491 / (82) 3621-1223

Pernambuco:

Recife:
– Instituto de Assistência Social e Cidadania do Recife (Iasc), localizado na Rua Imperial, 202, no bairro de São José.
– Associação Pernambucana dos Cabos e Soldados (ACS-PE) na rua Amaro Bezerra nº 489 – Derby – Recife.
– Posto de arrecadação instalado pela Polícia Militar na Quadra Poliesportiva do Quartel do Comando Geral, no Derby.
– Instituto Federal de Pernambuco – Av. Prof Luiz Freire, 500 Cidade Universitária.
– Sede da Guarda Municipal, na rua dos Palmares, 550, em Santo Amaro.
– CTTU, na rua Frei Cassimiro, 91, em Santo Amaro.
– Posto de Permanência da Guarda Municipal, no Terminal Marítimo.

Interior:
– Gravatá – Secretaria de Ação Social, na Rua Francisco Bezerra de Carvalho, no centro.
– Barreiros – Posto da Polícia Rodoviária Federal na entrada da cidade.
– Caruaru – Sindicato dos Lojistas do Comércio de Caruaru (Sindloja), na Rua Leão Dourado, nº 51-A, no Bairro São Francisco.

Anúncios

7 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Entendo completamente amiga/amigo (se voce me permite). O brasil e cheio de hipocritas, ricos sem cultura, ricos sem coracao, brasileiros (maioria tirando algumas pessoas como eu, vc, e alguns mais) nao tem cultura porque estao muito preocupadoas com as aparencia!!!! Claro que os artistas vao se preocupar com os branquinhos pobres de SC – porque relacionam a beleza com riqueza com beleza. CALA BOCA MESMO!!! NOVELA NOVELA NOVELA E COM ISSO QUE OS BRAZILEIROS PERDEM O TEMPO. OLHANDO PRA ARTISTAS COM VISA SUPERFICIAL E ADIMIRANDO A BELEZA DOS IMPLANTES, LIPO, MAQUIAGEM, ETC…..ATE VOTAR PRA PESSOAS BONITAS O BRAZILEIRO VOTA!!!! RSRSRSRSR

    Thais

    22/06/2010 at 9:01

  2. Bom,concordo com vc amigo e/ou amiga!Estava procurando no google algo que poderia explicar-me a respeito dessas enchentes.Sou do Nordeste,porém,não encontrei o que gostaria, apenas jornais televisivos e coisas assim relacionando-se a doações e número de mortos.Fiquei indignada e não entendo,um país tão rico de culturas,diversidades ,ainda existir tanta hipocrisia,abandono dos nossos valores morais e éticos.Nós aqui não somos pobres coitados não,ao contrário,muitos tem condições boas de vida outros não,mais mesmo assim somos felizes com nossas culturas,e nem por isso desvalorizamos o carioca,paulista,gaúcho e etc.Enfim,quero dizer que gostaria que quem viu seu texto,coloque-se no lugar do próximo,aquele que sofre por ter lutado tanto e ter perdido tudo por conta da Fúria da natureza.Entretanto,essa ”Fúria”,foi a desvalorização do ser humano em relação ao bem mais precioso que pode-se ter:a natureza.Não venho aqui criticar ou julgar,mais peço de toda a alma,o mundo ta ai,vamos nos ajudar enquanto tem tempo,porque mais tarde,podemos ate nos ferir.

    Obrigada!

    Arianne

    09/07/2010 at 10:30

  3. A paz de Cristo e o amor de Maria!!
    Maravilhoso seu artigo, parabéns!!!
    Mas não posso generalizar a discriminação do pessoal do sudeste a todos os nordestino. Ainda existe pessoas, humildes, preocupadas com nossa dor. Graças a Deus!
    E esses que acham que somos o resto do mundo, enganam-se, pois temos lições preciosas de vida a ensinar.
    Você tem razão, precisamos acordar e ter opiniões próprias e distintas diante de tanto sofrimento nordestino ou de qualquer parte do país ou mundo.
    Até breve!!

    Maria

    12/07/2010 at 19:15

  4. E isso ai tem que mandar o Galvão CALAR A BOCA

    eles e chato

  5. Entendo essa revolta como um grande desabafo, certo de que o nosso país é tão grande e rico geograficamente, rico também em desigualdades e preconceitos que atrasam toda e qualquer nação, nós nordestinos não podemos ser vistos com uma sub raça, pois para que se preocupar com pessoas que não fazem assinatura da veja? ou seja pessoas ignorantes e sem informação. “Veja”, que não mostra nada do que considera de fato importante”
    pois é assim que somos vistos no sul e sudeste do Brasil.
    É bem verdade que no sul e sudeste do país “a região mais civilizada” quando ouvem falar do Nordeste lembram do litoral, mas que tal uma visita em Canudos? conhecer de perto as marcas de uma guerra, reconhecer a força de um povo corajoso, firme que luta contra a fome,que luta por uma boa educação, que luta por um olhar verdadeiro dos nossos governantes,um povo vítima da desigualdade extrema do seu país?
    Bem, somente nós os próprios nordestinos demonstarmos interesse por esse assunto, pois somos nós quem sofremos na pele a verdade nua e crua de uma país também rico em hipocrisia.

    Laine

    06/11/2010 at 20:40

    • Amei a crítica, principalmente ao que se refere ao turismo no Nordeste, a ideia de que grande maioria do semi-árido, caatinga onde a seca castiga, não desfrutam da própria riqueza do nosso lindo nordeste.
      Muito bom, gostei!!

      Laine

      06/11/2010 at 20:45

  6. Moro no Rio, concordo em partes com o que aqui foi dito. Da mesma forma que as tragédias são “minimizadas” no Nordeste, a violência é maximizada no Rio.

    Leandro

    17/01/2011 at 14:49


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: